Prefeitura de Rolim de Moura (RO) emite nota de esclarecimento sobre atraso dos salários

A Administração Municipal de Rolim de Moura (RO) vem através desta nota esclarecer que o atraso nos salários dos servidores municipais é devido a grande crise que afeta as finanças da Prefeitura, ocasionada pela maior queda de arrecadação da sua história, em especial da sua principal fonte de recursos, o ICMS.

Outro ponto que agravou situação financeira de 2016, foi o recebimento de apenas R$ 3 milhões dos R$ 10 milhões previstos para arrecadação de IPTU. Já a taxa de lixo dos R$ 4 milhões previstos para arrecadação apenas R$ 1.100 milhão foram pagos.

O Prefeito Luiz Ademir Schock, quando assumiu no dia 23 de junho de 2015, expôs para toda a sociedade a real situação financeira do município que iria atingir diretamente a população rolimourense.

A informação de que apenas uma secretaria estaria recebendo, além de não ser oficial, é de conhecimento dos membros do sindicato, todos conhecem os motivos pelo atraso temporário da folha do mês de Outubro, o que remete ao pagamento realizado por secretarias.

Sobre a reunião que trata de atrasos de pagamento, que o sindicato alega ter marcado a mais de quinze dias e a pedido do secretário de fazenda, o mesmo esclarece não ter conhecimento desse fato. Na verdade, tem recebido quase que diariamente a diretoria do sindicato em seu gabinete, esclarecendo os fatos da situação financeira e os procedimentos administrativos.

A Administração Municipal esclarece que o pagamento deveria ser feito até o 5º dia útil de cada mês, porém com a escassez de recursos, o pagamento da folha dos servidores está acontecendo em menos de 10 dias uteis e não 15 dias uteis como é citado na matéria.

Uma reunião com a presença do prefeito foi marcada com o sindicato para última quarta-feira dia (09/11), mas o mesmo estava resolvendo questões administrativas em uma unidade do município que se estendeu em horário, não possibilitando a participação do prefeito na reunião com os membros do sindicato.

A Administração Municipal desconhece o fato de que o sindicato não tenha informações e não tenha nenhum retorno de suas solicitações, pois periodicamente estão em contato direto com os principais setores do executivo, que disponibilizam todas as informações necessárias.

A Administração repudia a fala do diretor do sindicato, onde afirma que o Chefe do Gabinete está dando um “jeitinho” para dizer que o prefeito não pode estar presente para reunião. O Executivo Municipal está cumprindo uma extensa agenda de viagens para Capital do Estado (Porto Velho), Brasília (DF) e São Paulo (SP) em busca de recursos e até mesmo intervindo para a reabertura da planta do Frigorifico JBS, que irá gerar no mínimo 500 empregos diretos para o nosso município.

A gestão municipal reafirma sua responsabilidade em cumprir todos os compromissos, mesmo diante da queda brutal de arrecadação. Continuaremos priorizando nossos servidores, com medidas transparentes, trabalhando e pleiteando a melhora da economia, para que os débitos sejam equacionados o mais breve possível.

Fonte: Assessoria