MPRO pede providências para solucionar desabastecimento de água em Pimenta Bueno

Após uma reunião de emergência realizada entre integrantes do Ministério Público do Estado de Rondônia e a concessionária Águas de Pimenta Bueno, neste domingo, 27 de novembro, na sede da Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno, ficou acordado que a empresa apresentará no prazo de 48 horas toda a documentação referente as obras que motivaram o desabastecimento de água na cidade nos últimos quatro dias, bem como o plano emergencial alternativo na hipótese da forma não convencional ser insuficiente para o abastecimento da cidade, salientando a necessidade de maior número de caminhões pipas, telefones de atendimento e setorização do sistema de distribuição.

A reunião foi conduzida pelo Promotor de Justiça plantonista, Willer Araújo Barbosa, mas o problema de abastecimento de água em Pimenta Bueno vem sendo acompanhado pela Promotora de Justiça do Consumidor em Pimenta Bueno, Marcília Ferreira da Cunha e Castro, que instaurou procedimento para apurar a situação.

De acordo com os representantes da concessionária do serviço de abastecimento de água, o desabastecimento ocorreu porque o sistema antigo está muito desgastado, razão pela qual se faz necessária a sua interrupção. E que devido aos constantes rompimentos de redes, o abastecimento de água está sendo feito por meio de caminhões pipas.  Informaram ainda que já estão sendo realizadas novas obras no sistema de abastecimento de água, que já estariam em fase de conclusão e que a situação seria normalizada ainda no domingo.

O Promotor de Justiça apontou ser insuficiente apenas dois caminhões pipas e dois telefones, como foi informado pela concessionária, para atender a população em situação de emergência. E ressaltou que a concessionária deveria apresentar uma estratégia para esse tipo de situação emergencial, apontando como solução a realização das obras no período noturno, para reduzir os transtornos causados a população pelo desabastecimento de água.

Fonte: Ascom MPRO