Justiça manda Câmara de Vilhena (RO) pagar salário a vereador preso pela Polícia Federal

Por decisão do juiz Vinícius Bovo Albuquerque Cabral, titular da 3ª Vara Cível de Vilhena (RO), a Câmara Municipal tem três dias para fazer o pagamento do salário de novembro ao vereador Júnior Donadon (PSD). O parlamentar (FOTO), que foi preso pela Polícia Federal e transferido para o Centro de Correição da PM, em Porto Velho, entrou com Mandado de Segurança na justiça, fazendo a cobrança e pedindo a liminar, que foi concedida.

Mesmo reconhecendo, na decisão, que a medida contraria a anseio popular, o magistrado argumentou que está cumprindo o que determina a lei. A medida por acabar beneficiando outros seis vereadores que também tiveram seus salários “cortados” também por determinação judicial.

No caso de Júnior, como ele também é procurador do município, sua opção foi pelo recebimento do salário como servidor da prefeitura. Os encargos sobre seus vencimentos, no entanto, são pagos pela Câmara.

Caso os outros parlamentares conquistem o mesmo direito, o Legislativo de Vilhena enfrentará um problema de caixa, pois terá que arcar com os salários de 17 edis: sete presos, sete suplentes convocados e os três que ficaram fora das investigações da Polícia Federal.

Fonte: Jornal Folha do Sul