Fátima Gavioli vem a Espigão e pacifica a mobilização na escola Vinicius de Moraes

No ultimo sábado a secretária de estado da educação, professora Fátima Gavioli esteve em Espigão do Oeste a pedido da classe política (Vereadores) para explanar sobre a questão da escola Vinicius de Moraes cujos alunos serão remanejados para outras escolas próximas. O encontro aconteceu no plenário da câmara de vereadores e contou com as presenças da secretaria Fátima Gavioli, prefeito Célio Renato, presidente da câmara Darci Kischener e a Promotora de Justiça Dra Laíla.

Também participaram os vereadores Rega, Décio Lagares, Genésio Mateus, Cocó, vice-prefeito eleito Valtinho, , representante do CRE, Valdir Matos, diretores, professores e alguns poucos pais de alunos. A polêmica tomou conta da situação após alguns questionamentos de pais e alunos que se opuseram contra a medida do governo de remanejar os alunos da escola Vinicius que hoje são em números insuficientes para a manutenção daquele estabelecimento de ensino.

Após uma semana de manifestações (Inclusive a mobilização se fez presente na sessão ordinária da câmara), a confirmação da presença da secretaria no sábado acalmou os ânimos. Durante as suas explanações a secretaria Fátima Gavioli foi bastante técnica repassando informações reforçadas por dados numéricos que elucidaram os motivos que levaram o Governo do Estado a tomar essa decisão.

Decisão essa que não envolve somente Espigão do Oeste com a escola Vinicius de Moraes, mas também outros municípios com as mesmas situações. Segundo a secretária Fátima o remanejamento dos alunos da escola Vinicius para outros estabelecimentos de ensino abrira espaço para a implantação do CEEJA que hoje paga aluguel altíssimo em um prédio particular.

Dentro dessa expectativa a secretaria derrubou a resistência de alguns poucos país que tiveram os seus fracos argumentos vencidos pelas argumentações da secretaria Fátima dentro de um contexto mais amplo para a utilização das estruturas da escola. Ao finalizar a sua fala a secretária abriu espaço para os questionamentos do público respondendo as perguntas com o conhecimento de causa e conseguindo no final pacificar a situação tumultuosa que havia se criado na escola.

Ao final do encontro a secretaria foi parabenizada pelas autoridades presentes pela sua habilidade em resolver a problemática, convencendo a todos da decisão acertada do governo em tomar essa atitude com respeito ao erário publico. Segundo informações na segunda feira os alunos que passaram a semana fora de sala em manifestação, retornaram para as aulas e o caso caminha para uma definição dentro dos parâmetros do entendimento e da ordem.

Fonte: Luizinho Carvalho – espigaonews.com.br