Caso Valter Nunes: Réus são absolvidos pelo Conselho de Sentença

Após cinco dias de julgamento no Tribunal do Júri da comarca de Cacoal (RO), Jonas de Freitas, vulgo “Lenga”, Cássio de Jesus Claros, Sóstenes Alencar Ferreira e Vera Lúcia Nunes de Almeida (ex-esposa da vítima) foram absolvidos pelo Conselho de Sentença. A decisão foi proferida na tarde desta sexta-feira (25/11). Para os jurados não existem provas de que foram eles os responsáveis pela morte do ex-presidente da Subseção da OAB/RO, advogado Valter Nunes de Almeida.

O júri, presidido pelo juiz de Direito Carlos Roberto de Rosa Burck, titular da 1ª Vara Criminal, teve início na última segunda-feira (21/11), no auditório da Universidade Federal de Rondônia – UNIR.  Mais de 30 testemunhas (acusação e defesa) foram ouvidas. Os promotores de Justiça Diogo Boghossian e Valéria Canestrini representaram o Ministério Público.

Diógenes Nunes, Roberto Harlei e Marcos Vilela fizeram a defesa da ré Vera Nunes de Almeida. Abádio Rezende defendeu Sóstenes Alencar Ferreira. Jonas de Freitas teve como advogado Rouscelino Borges e Cássio de Jesus Claros foi defendido por Valdinei Santos.

O caso ganhou repercussão estadual devido às acusações que foram feitas à esposa da vítima, advogada Vera Lúcia Nunes de Almeida. Ela, segundo as investigações, teria sido a mandante do homicídio.

Processo nº 0042709-02.2007.822.0007

Fonte: Comjustica.com